vida em grupo e mais algumas notas

Os últimos dias têm sido extremamente interessantes:

– A guilda já tem 26 membros. Ao que parece, 2 membros do sexo feminino (por confirmar).

– Dois dos membros mais activos (já foram ambos promovidos a officer), mostrando um grande interesse na melhoria do relacionamento do grupo, na nossa dinâmica social, sugeriram-me duas estratégias que estão a ser implementadas: um membro português voluntariou-se para escrever em inglês um texto-guião para explicar os rudimentos do funcionamento do jogo aos membros mais novos (já está feito); outro membro sugeriu que fosse instituído um dia da guilda, onde todos os membros tentariam estar presente para conversar, ajudar, treinar. Neste momento, decorre uma votação sobre qual o melhor dia.

– Um dos membros mais velhos da guilda, um doutorado em biofísica, tem estado ausente (há cerca de 2 semanas que não aparece no jogo). Hoje recebi um mail dele a explicar a situação, a justificar a ausência, e a garantir que está de volta logo que possa.

– Como têm sido feitas algumas experiências (alguns membros têm tentado o PvP), decidi lançar o desafio (pedido de voluntários interessadosno fórum) para saber quem está interessado em competir no PvP em nome da guilda.

– Estive presente em duas conversas (chat) bastante divertidas entre 5/6 membros online. Numa das vezes, sugeri que eu e outro officer ajudássemos um membro mais novo a fazer algumas missões/quests. Entretanto, surgiram online dois outros membros (também mais experientes). Um deles juntou-se e fizemos uma party de 4. É preciso referir que dos 4, só o membro mais novo realmente “lucrou” com a party (os mais experientes não ganham nada de especial em explorar aqeulas áreas onde andávamos – ainda desconhecidas do mais novo). Quando saí, assim como o officer, outros dois membros experientes estavam a preparar-se para uma party com dois mais novos para ajudá-los. Esta situação passou-se antes da sugestões acima descritas e o officer que me acompanhou foi o que sugeriu o dia da guilda. No mail dele, refere que descobriu que outras guildas faziam o mesmo. No entanto, tenho a sensação que a experiência de uma party só de membros da guilda espoletou a sugestão. Gostei bastante da experiência… quero repetir!

– Tenho sentido (vejo ou acompanho por relatos) que existe algum apoio e entreajuda. Sobretudo aos mais novos. Pelo menos, alguns dos membros mais experientes têm tentado ajudar os mais novos.

– A regra que implementei de não haver vendas entre membros da guilda (só ofertas) parece estar a ser seguida. Pelo menos, já vi mais dois ou três a fazer o mesmo que eu e ainda não vi (ou li) sobre qualquer negócio entre membros. Eu devo ser dos que mais ofereceu… Suponho que depois de receberem “prendas” haja algum cuidado em não quebrar o exemplo 😛

– pedi dados como a idade e nacionalidade para actualizar o website.

Advertisements

Comments are closed.

%d bloggers like this: