Nacionalidades dos BsK

Como ando a experimentar software para cartografar os BsK enquanto comunidade online, descobri uma aplicação gratuita, simples e online (Frappr) que permite construir mapas de grupos.

Resolvi construir um mapa com a nacionalidade dos BsK

 

a.frappr_promo:hover img{width:209px;height:28px;filter: Alpha(Opacity=100);}

Um dos aspectos que emerge à primeira vista é a forte preponderância dos membros de origem europeia. No entanto, o aspecto mais curioso é a presença de membros não-europeus na guilda. Passando a explicar, os servidores de Guild Wars estão organizados em torno de 3 hubs (conjunto de servidores – designados por distritos): norte-americano, europeu e coreano (asiático). Isto significa que alguém que compre a edição europeia do jogo (alguém que esteja na Europa ou tenha comprado numa loja europeia), depois da instalação, descobre que tem a sua conta configurada para aceder automaticamente aos distritos (servidores) que pertencem ao hub europeu. Para evitar esta “continentalização” (tão pouco natural no ciberespaço…), os criadores criaram um distrito internacional (um servidor a que todos os jogadores podem aceder – não é muito popular, os jogadores preferem jogar onde o lag é menor, ou seja, nos distritos do seu hub…) e permitem a transferência da conta de um hub para outro (na realidade, apenas permitem 5 transferências… a última é definitiva). Ou seja, um norte-americano, um asiático ou um australiano que queiram jogar no mesmo espaço virtual (fazer party, ver o avatar, etc) com jogadores europeus ou mudam a sua conta ou encontram-se todos no distrito internacional. Como imaginam, não é fácil conjugar a comunicação síncrona com os antípodas…Conclusão: o mais natural é os jogadores agruparem-se por área geográfica (zona continental), por hub.

No nosso caso, para o membro do Nepal existe uma explicação simples: ele vive em Londres. Apesar de ser natural do Nepal, ele está em Londres, adquiriu o jogo em Londres e, portanto, “conta como europeu”… Quanto ao australiano e norte-americano, não tenho explicações. Sei que estão nos seus países mas ainda não sei porque se juntaram ao hub europeu… O que leva um jogador a sair do seu “habitat” natural?

Distribuição espacial dos BsK a nível mundial

Quanto à distribuição europeia, existem alguns aspectos interessantes. O hub europeu é composto por vários distritos e está organizado em torno de 5 línguas (provavelmente correspondem aos 5 países onde os servidores estão localizados): Inglês, Alemão, Italiano, Espanhol e Francês. Na realidade, os distritos Ingleses (geralmente há sempre mais do que um…) servem de servidores europeus, agrupando não só jogadores ingleses mas também de todas as outras nacionalidades que não possuem o “seu” distrito. Ou seja, é fácil de perceber porque ingleses, portugueses, suecos, suíços e etc se cruzaram. Não é surpresa não termos franceses, espanhóis, italianos ou alemães, os jogadores destas nacionalidades costumam agrupar-se nos “seus” distritos. Nós temos todos em comum o facto de utilizarmos os servidores ingleses. Porque é que jogamos em servidores ingleses?

É um facto que existem sempre mais distritos ingleses do que das outras 4 nacionalidades. Não sei se é assim propositadamente ou se resulta do facto de mais gente procurar os servidores ingleses. Se o número de servidores existentes resultar do número de procura (se existirem mais servidores ingleses porque têm mais procura) então a justificação para esta procura deve ser linguística. Preferência pelo inglês… O inglês é a língua franca entre os membros dos BsK e, provavelmente, entre todos os jogadores que não saibam alemão, francês, espanhol ou italiano… Depois, é fácil de entender a razão pela qual esses 4 distritos estão sempre muito vazios: quem joga procura companhia…

Distribuição espacial dos BsK na Europa

Advertisements

Comments are closed.

%d bloggers like this: