Os jogos online na imprensa portuguesa ou o “Caçador de Orcas”

Recentemente, deparei-me com dois textos na imprensa nacional sobre “universos online”: um artigo na edição portuguesa do Courier Internacional sobre o World of Warcraft, republicação de um texto do New York Times (tenho de verificar isto, estou a escrever de memória…), e um conjunto de pequenos textos originais no JN sobre o Second Life. Quanto a estes últimos, nada de especial. É sempre interessante abrir um jornal e ler uns textos sobre um tópico que me interessa e é pouco abordado. Teve o mérito de ser das primeiras (primeira?) abordagens jornalísticas nacionais ao tema e de utilizar jogadores/utilizadores portugueses como exemplo ou caso. É claro que podia ter mais alguns dados e informações mas…

Quanto ao texto do Courier Internacional, nota-se que o autor do texto original já está mais familiarizado com o tema e que provavelmente escreve para pessoas com um nível de fluência tecnológica acima do dos leitores do JN. Até aqui nada de novo. No entanto, como se explica que o Courier traduza TÃO MAL o texto??? Não tiveram o trabalho de escrever o texto, podiam ao menos ter o trabalho de traduzir… Resultado: uma das palermices mais hilariantes que li alguma vez. Os Orcs do World of Warcraft (universo medieval fantástico, tolkienesco, estão a ver o que são Orcs?) passam a Orcas no Courier Internacional LOL

Ou seja, um personagem/jogador que se chama Orc Hunter passou a Caçador de Orcas. Inadmissível tanta ignorância!!! O tradutor não fez qualquer investigação sobre o tema e conteúdo do texto traduzido e também não sabe o que são Orcas. É que a palavra portuguesa Orca (a famigerada “baleia assassina” que afinal é da família dos golfinhos) em inglês escreve-se “Orca” e o nome científico é Orcinus orca… eh eh eh

Resultados de uma pesquisa de imagens no Google.com com termo “Orc”

Resultados de uma pesquisa de imagens no Google.com com termo “Orca”

Não há qualquer desculpa para traduzir “Orc” por “Orca” e pelos vistos a revisão dos textos no Courier Int também não é famosa… Salva-se a gargalhada.

Advertisements

2 Responses to Os jogos online na imprensa portuguesa ou o “Caçador de Orcas”

  1. Maria says:

    desgraça! devias escrever para lá, se o Público é chateado por escrever Beijing em vez de Pequim, o Courier devia ser chamado à atenção por tão grande disparate.

  2. moika says:

    Oláááá!

    O que vou escrever nada tem a ver com o post!

    Descobri um canal no IRC de GuildWars,sabias !?

    Lembrei-me logo de ti e da tua adoração! 😀

%d bloggers like this: