crianças com gta

 Não se percebe muito bem mas o miúdo está a jogar GTA na PSP enquanto os pais conversam numa mesa de café. Poderia ser o início de um post sobre computação ubíqua e a “omnipresença” do entretenimento digital mas… o miúdo (8-10 anos) está a jogar GTA (vi quando passei por ele…)!!!

Ora bem, de acordo com a Entertainment Software Rating Board (ESRB), “a non-profit, self-regulatory body established in 1994 by the Entertainment Software Association” (um organismo de classificação criado pela própria indústria…), o GTA Liberty City Stories (para a aPSP) merece uma classificação de M (Blood and Gore, Intense Violence, Strong Language, Strong Sexual Content, Use of Drug). E aqui está a definição:

“Titles rated M (Mature) have content that may be suitable for persons ages 17 and older. Titles in this category may contain intense violence, blood and gore, sexual content and/or strong language. “

Altura de repetir o início deste post:  o miúdo está a jogar na PSP enquanto os pais conversam numa mesa de café… Será que os pais deixavam o filho ir ao cinema sozinho ver um filme com sangue e “gore”, violência intensa, conteúdo sexual, linguagem ofensiva, uso de drogas… Talvez seja altura de os pais perceberem que os videojogos não são “só” para crianças… Será que há pais que consideram que o South Park, o Ghost In the Shell ou um qualquer filme de hentai também são para crianças? Sempre são desenhos animados…

Advertisements

2 Responses to crianças com gta

  1. nafergo says:

    estou convencido de que uma boa percentagem das “acusações” parte de quem não reconhece o estatuto artístico deste medium. As “acusações” costumam vir num estilo mais próximo do das críticas à TV (aos conteúdos transmitidos em horário “normal” ou “nobre” num canal generalista e aberto)e menos próximo do das críticas à literatura ou ao cinema. O que revela algum desconhecimento…

  2. Maria says:

    os moralistas já atacaram tudo o resto, é a vez dos jogos. lembro-me de uma cronologia publicada penso que na wired que mostrava como em cada década se encontra um novo bode expiatório para as desgraças ds gerações futuras, até a BD foi considerada um atentado á moral e à formação cívica das crianças e dos jovens!

%d bloggers like this: